30 de setembro de 2012

Web Novela - Rebel Paradise - Capítulo 7 - Realidade, um sonho ou um pesadelo?

 Olá, cupcakes!
Trouxe para vocês mais um capítulo da nossa webnovela, é bem grande, então vamos lá!
Para ler o capítulo anterior (capítulo 6 - A verdade sobre as asas) clique aqui.
Para ler todos os capítulos clique aqui.
Rebel Paradise
Capítulo 7 
Realidade, um sonho ou um pesadelo?

A história contada por Nick parecia mesmo louca, e foi o assunto que Lessie pensou até chegar em casa, quando chegou, tomou um banho bem demorado! – Será....Será que Nick estava falando a verdade? – esse pensamento a incomodava a cada segundo em que se distraia:
- Agora não, Lessie, relaxa... – falava a si mesma – Mas, mas ele disse que... MEU PAI!  - Ela deu um grito, ninguém estava ouvindo-a falar sozinha mesmo – Ele disse que meu ái viria falar comigo, meu pai... Não falo com ele há anos! O que será que ele vai me dizer? Como será que ele está? Ahh, Lessie, para de pensar nisso! Aliás, para de falar isso!
Lessie se arrumou, é claro que não passou maquiagem nem nada, apenas vestiu uma roupa melhor do que as de costume.
- Hmm, e agora, o que eu faço? Quer dizer... O Nick não disse quando o meu pai viria! Ahh, Lessie, para de falar sozinha!
A mente de Lessie estava entrando em pane, ela não sabia o que pensar, não sabia o que fazer, ficou um tanto confusa quanto a história de Nick, e seu pai viria vê-la, seu pai, que ela ao vê a tantos, tantos anos.
Passaram-se algumas horas, eram 18:27, Lessie estava mais do que se afogando em seus pensamentos, até que a campainha tocou – (Ok, cupcakes, isso ficou parecendo um filme de terror com esse “ até que a campainha tocou” mas, tudo bem) – Lessie correu para atender a porta “ Aí Meu Deus! É o meu pai, meu pai! – e ela atendeu:
- Foi aqui que pediram pizza?
- Não.. – Lessie ficou bem abalada, esperava seu pai, e bom, viu um entregador de pizza! -  Droga! – Arfou a garota – Será que ele não vem? Ahh! Mais uma vez falando sozinha?!! Acho que estou mesmo ficando louca!
Passaram-se menos de 10 minutos e a campainha tocou de novo.
- “Uff! É agora” – Pensou Lessie – Ela foi correndo atender a porta.
Era como se o mundo tivesse parado de girar, seu pai estava ali, na sua frente, exatamente como antes, exatamente como ela lembrava. Os olhos de Lessie encheram-se de lágrimas.
- Pai... – Eles deram um abraço longo e apertado – Lessie... – A voz de seu pai, era máscula e ao mesmo tempo suave, ela se sentia segura nos braços de seu pai, tantos anos e ele não mudou nada. – Dãã, anjos não envelhecem – pensou Lessie ainda duvidando um pouco da história –
- Entra, pai. – Lessie sentia-se feliz só em dizer essa palavra – Seu pai entrou e acomodou-se no sofá.
 - Filha, estava com muita saudade de você, você... Está tão linda!
- Obrigada... – Lessie não sabia muito bem o que dizer –
- Eu gostaria de ficar aqui conversando com você o tempo todo, mas, temos que focar em um só assunto, você sabe do que estou falando?
- Sim, Nick me contou.
- Pode parecer loucura, mas... – Ele foi interrompido por Lessie, que estava chorando –
- Pai, me conta tudo, eu, eu estou com medo, o que vai acontecer?- Lessie gaguejava entre soluços e lágrimas –
- Fique calma... Irei te explicar algumas coisas, mas outras, você terá que entender sozinha – ele fez uma pequena pausa – sinte muito, querida, mas, muita coisa está em jogo.
- Muita coisa, que coisas? – Lessie criou coragem e perguntou, porém a resposta dava-lhe um pouco de medo.
- Coisas muito importantes, como sua segurança, o desconhecimento dos humanos sobre anjos e nephilins, você, sua vida.
- Eu? – Lessie ficava cada vez mais assustada, quando Nick a disse a parte da história ainda havia possibilidade de ser apenas uma brincadeira, embora algo já havia lhe dito que não, agora, com seu pai dizendo isso, não havia do que duvidar –
- Filha, não posso lhe dizer muita coisa, desculpe-me.  Mas... O colar, você está com o colar?
- Estou! – Lessie tirou o colar do bolso, segurando-o como se fosse a jóia mais rara do mundo – gosto muito dele.
O pai de Lessie pegou o colar, colocou no pescoço da filha e disse:
- Sua mãe também gostava... Quem iria pensar que um colar poderia causar tanta confusão?
- Tudo aquilo por um colar?
- Sim, e vejo que Nick já lhe contou como tudo começou..
- É, na verdade não tudo.
-  Nem eu posso lhe dizer tudo, seria arriscado de mais, quanto mais lhe contar, mais eles vão saber onde procurá-la, já cometi esse erro antes, com sua mãe, e  por isso a perdi, não quero perder a você também.
- Minha mãe... pode me dizer algo sobre ela?
- Sim...ela era, perfeita, você se parece muito com ela, os olhos, o sorriso, o jeito... – por um momento Lessie pensou que seu pai estava chorando, mais foi apenas impressão –
- Não entendo uma coisa...
- O que? Diga!
- Tudo isso, só porque você, bem... Amava a minha mãe?
- Sim, e ainda amo, o amor é muito poderoso, a maioria dos anjos não aceita amor entre anjos e humanos.
- Hmm, parece estúpido, queria ver se fossem eles no seu lugar.
- Não seria a mesma coisa, Lessie.
- Ué? Mas, por quê?
- Muitos anjos não mereciam habitar o céu. Eu ocupava um cargo muito poderoso, invejado por muitos, eles não aceitaram eu desistir de tudo, cair por amor.
- Então, você está dizendo que parte disso tudo é pura inveja?
- Sim, mas, não posso dizer mais nada, como já disse, você vai ter que entender muita coisa sozinha.
Lessie deu de ombros e disse:
- E se eu não conseguir fazer isso sozinha?
- Você vai, Lessie, você tem que descobrir sozinha. Já disse tudo que tinha pra falar com você; agora, acho que já posso ir embora.
- Não! Fica, por favor, por favor!
- Lessie eu...
- Fica, por favor, PAI! – Lessie dizia isso, segurando seu pai como uma criança que não quer parar de brincar, ou como uma mãe-coruja que não quer que o filho saia de casa –
 O pai de Lessie assentiu, deu meia volta, olhando diretamente nos olhos de Lessie e disse:
- Tudo bem, eu fico, mas só por um tempo – Lessie abriu um sorriso enorme, que quase não cabia em sua boca:
 - Fico muito feliz.
- Ahh, lembrei de uma coisa, você é tão teimosa quanto sua mãe era – Ele sorriu, deixando Lessie quase hipnotizada por aqueles olhos verdes brilhantes e aquele sorriso perfeito. –

Era de manhã, Lessie acordou em seu quarto, na cama, lembrara de ter dormido na sala, junto com seu pai, que com certeza havia levado-a até a cama, Lessie levantou-se, havia um bilhete ao lado de sua cama, era de seu pai e dizia:

 Lessie desculpe, mas não posso ficar com você, vá para a escola, encontre Nick, ele lhe dirá o que fazer.
 Prometo manter contato.
Seu pai.

A letra dele era linda, definitivamente angelical. Aquilo tudo parecia um sonho, que a qualquer momento poderia virar um pesadelo, mas ela sabia que era real, então se arrumou para a escola, assim como seu pai havia dito para fazer.
Ela se arrumou e foi para a escola, seu cérebro tentava forçá-la a esquecer toda aquela história, mas ela não conseguia.
Ao chegar à escola, ela percebeu mais uma vez os olhares acusadores dos alunos voltados para ela . – Droga! Eu tinha esquecido-se daquela história sem fundamentos de que eu matei a Karly – Lessie pensou – O Nick é o único que não e acusa nesse lugar...Será que é porque ele sabe que não fui eu?  Ele sabe quem foi? AI MEU DEUS! Foram os anjos que estão atrás de mim e do meu pai que fizeram isso só para me prejudicar? É bem provável, vai que é por isso que o Nick sabe que não fui eu... – Lessie se atormentava com seus pensamentos, quanto mais tentava descobrir coisas, mais se confundia o suficiente para quase bater a cabeça na parede.
O sinal tocou, Lessie não sabia onde Nick estava, então foi direto para a aula, não gostava de se atrasar.
A aula era de educação física – a aula que Lessie mais odiara, dês de sempre – o professor entrou na sala, falou algo com os alunos – lago que Lessie não saberia repetir, já que ela não estava prestando atenção – e levou os alunos até o ginásio.
- A aula será de futebol, em duplas, porém do sexo oposto – As palavras do professor soaram como uma bala perfurando dolorosamente os ouvidos de Lessie ate que ela e Nick entreolharam-se, para o alivio de Lessie, Nick a única “pessoa” que não a tratava com indiferença, toparia fazer dupla com ela, e assim foi.

Na hora do intervalo, Nick a levou para a biblioteca, que estava deserta como sempre:
 - Seu pai falou com você? – Nick dessa vez estava sério, sem a entonação meio brincalhona, que Lessie adorava –
- Sim, ele falou comigo, e foi legal.
-Vamos direto ao assunto, antes que alguém chegue, mas, acho que aqui até as paredes tem ouvido, então, vamos para um lugar mais escondido, aqui mesmo, na biblioteca, um almoxarifado onde guardam os mapas.
- Chegamos, bem vinda a bat-caverna! – Nick falou caçoadamente, com um pequeno sorriso, ele já havia notado que ela notava do seu jeito engraçado –
- Estava com saudade desse seu jeito cômico – Lessie olhou para o chão, como se quisesse retirar o que havia dito –
- É, mas agora precisamos falar a sério, você corre grande perigo agora, a batalha está prestes a começar, o que seu pai fez foi um ato de muito amor, mas tabém um grande erro, que tem muitas conseqüências sérias, muito sérias.
- E o que eu devo fazer?
- Faça tudo que eu e seu pai dissemos, e o mais importante, não confie em ninguém além de nós, a humanos que sabem sobre tudo isso, poucos, mas há alguns que estão do outro lado e que querem vÊ-la morta, há muitos anjos na terra, alguns também querem que você morra.
- Saquei... – Lessie estava com medo, mas não queria demonstrar isso-
Nick deu dois passos em direção a porta e foi interrompido:
- Espera, Nick!
- Que foi?
- Foram eles que mataram a Karly, não foram?
- Muito bem você ta aprendendo a fazer a lição de casa – Nick foi cômico novamente, como Lessie gostava – Karly também era uma Nephilim, mas o pai dela é um demônio, não leve isso ao pé da letra, não é bem assim, ele é um anjo caído, mas caiu para “ mudar de emprego”, foi para o outro lado, servir a Lúcifer, por isso chamamos ele de “demônio”, mais isso não significa que Karly era má, ela foi morta sem motivo.
Nick saiu e logo depois o sinal tocou, Lessie estava chocada com o que acabara de descobrir.
---------
Kisses & Cupcakes'
xoxo'
Faty'
S2

10 comentários:

  1. Oi, gostei bastante do blog e das dicas de livro que você dá, já li praticamente todos. Estou seguindo, beijos, Léo.
    http://dreamsloud.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Adorei o site e a novela rs'

    Se quiser segui http://laisasantaclara.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigadaaa! (= vou seguir seu blog sim! beijoos

      Excluir
  3. Estou adorando a história! Eu a descobri hoje e já li todos os capítulos, espero ansiosa pelo próximo capítulo. Amo o livro o Fallen, essa novela é um tipo de continuação do livro? Se não for, é baseado no livro, né? De qualquer jeito, é bem legal.

    Beijos,
    www.meninasugar.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, eu também AMO Fallen, queria fazer algo inspirado nisso... que bom que gostou! (=

      Excluir
  4. Sua novela tá cada vez melhor,to super ansiosa pra ler o próximo capitulo!
    Olha,eu posto num blog sobre o Stardoll,acho que vai gostar,segue lá: http://stardolleirasantenadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Esse Web Série ta me lembrando o Livro a Batalha do Apocalipse , mas eu to amando ♥

    ResponderExcluir
  6. Você é a Fafa Moraes , ser for entrei pela Capricho nesse blog e valeu a pena .

    ResponderExcluir

Deixe sua opinião.